sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Sobre o tremor no olho

Bem, entretanto o tremor passou, mas eu fui à consulta na terça.
Foi com uma médica optometrista. Ela fez-me todos aqueles exames habituais, quem já foi a uma consulta sabe do que falo, e disse-me que os meus olhos estão óptimos. Que não precisam nem de graduação nem de óculos de descanso. Segundo ela, o tremor foi mesmo só stress.
Em relação à ligação entre o tremor e os problemas de tiróide, informou-me que só podia acontecer se estiver em hipotiroidismo.
Entretanto, se eu vir que ao fim do dia fico muito cansada, ou os olhos começam a chorar e tenho dor de cabeça por estar tanto tempo em frente ao computador, aí poderei comprar uns óculos de descanso. Mas para já estou óptima.
Informo-vos que devemos fazer uma consulta oftalmológica de 2 em 2 anos e as crianças também devem começar a ser vigiadas a partir dos 2 anos. 
Obrigada a todos pela preocupação e pelos comentários sempre muito motivantes.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Tremor no olho

Há mais de 15 dias que ando com o olho direito a tremer. 
Já ouvi falar em stress, cansaço, falta de magnésio, etc.
Passo o dia em frente ao computador e receio estar com a vista cansada. Quando era adolescente usei óculos de descanso para ler e ver tv. 
Ontem marquei consulta numa óptica, mas só para dia 13. 
Entretanto aqui na net em pesquisas encontrei um post de um médico que falava que uma das causas para esse tremor pode estar relacionada com problemas da tiróide, em caso de hipo ou hipertiroidismo.
O meu receio é ir à óptica e receitarem-me óculos, só para venderem, e o problema não ter a ver com o cansaço.
Estou um bocado na dúvida sobre o que fazer. Já alguma vez ouviram que isto possa estar relacionado com problemas da tiróide? O que acham que devo fazer?
Só tenho consulta com o cirurgião em fevereiro...

sábado, 27 de outubro de 2012

1 ano depois


 
Hoje acordei às 7 da manhã e não consegui adormecer mais.
Não sei se por estar a pensar no dia em si se por pura coincidência.
Hoje fez exactamente 1 ano que fui operada. Lembrei-me toda a manhã que precisamente naquele momento ainda estava a ser operada.
Estranho pensar mas ao mesmo tempo é uma sensação boa, já passou algum tempo, estou bem e sinto-me forte. É com orgulho que relembro este dia...
Afinal é mesmo verdade que o que não nos mata torna-nos mais fortes!!
Agradeço a todas as mensagens de apoio que vou recebendo. É o melhor que posso ter, sentir que o meu testemunho e a minnha partilha ajuda tanta gente desconhecida. Obrigada pelas palavras...

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Atestado multiusos

Finalmente, ao fim de 5 meses, fui chamada para a junta médica para ter o meu atestado multiusos.
Fiz o pedido em Maio, levei os relatórios médicos e fiquei a aguardar uma carta em casa. Chegou esta segunda, e tive que ir hoje ao centro de saúde.
Esta carta dizia então para levar todos os exames que tivesse, cartão do cidadão e 50 euros.
Então hoje lá fui, basicamente o processo foi: paguei os 50 euros e não levei nada. Os relatórios que tinha entregue eram suficientes, também não tenho nenhuns exames porque está tudo nos HUC. Falei com 2 senhoras que me disseram que tive umproblema na tiróide no ano passado e que tinha direito a 60% de incapacidade. Irei receber em casa o atestado dentro de uma a duas semanas, válido até 2015. Após essa data tenho que voltar lá com um novo relatório médico para avaliação. Aconselharam-me a andar só com uma cópia do mesmo. Questionei quais os meus direitos com tal documento: isenção de taxas moderadoras e exames em todos os hospitais, não pago imposto automóvel, tenho vantagens a nível de IRS e disseram-me para me fazer acompanhar sempre do atestado nos vários locais e perguntar se tenho algum direito.
Tinha consulta de cirurgia agora em Novembro mas foi adiada para Fevereiro.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

queda de cabelo

E o meu cabelo continua a cair desalmadamente..
Dizem que pode ser do Eutirox, também me dizem que pode ser do iodo...
Faz quase um ano que fui operada, fiz iodo em março...
Alguém me sabe explicar o que se passa?
É uma questão que vou colocar ao meu cirurgião na consulta de novembro...
De resto, continuo lindamente...
Passei até a ser mais regular a nível intestinal..
A cirurgia nem teve coisas más ;)

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

De volta ao desporto

Ao fim de um ano e dois meses voltei ao desporto.. Não voltei antes apenas por preguiça... Verão não rima com ginásio! Para já dois dias por semana, tenho-me sentido bem, mas noto-me mais fraca a nível de resistência e força. Mas isto com o tempo vai ao sítio. A balança do ginásio na segunda marcava 51,4kg. Comecei num treino para ganhar massa muscular que vou manter durante um mês. Depois espero virar-me também para as aulas de grupo. Para já ainda não tenho capacidades físicas para acompanhar.
Venha a força de vontade!!

terça-feira, 17 de julho de 2012

Consultas de oncologia e cirurgia

Na última terça feira tive consulta com a médica de oncologia tiroideia e com o cirurgião.
Os resultados das análises que tinha feito 15 dias antes estavam bons e o resultado da eco também foi bom. A médica reduziu-me a dose do Eutirox de 150 para 137mg. Marcou-me nova eco para fevereiro e terei também que fazer um exame de despiste. Esse é, talvez, o exame decisivo. Não sei bem o nome técnico mas serve para ver se existem marcadores tumorais no corpo. Só é chato porque terei que ir 3 vezes ao hospital na mesma semana. Na segunda terei que ir tirar sangue e levar uma injeção, na terça levo apenas uma injeção e na sexta tiro novamente sangue e faço o exame. Quanto aos resultados podem ser 3... Posso estar limpa (espero bem que sim) e apenas fico com consultas e exames de rotina de meio em meio ano; posso ter algum marcador e terei que ser examinada e tratada; ou então se houver apenas uma suspeita terei que repetir o iodo... Não sei mais pormenores sobre isto, mas quando souber eu explico.
Tenho novamente consulta de oncologia tiroideia em Março de 2013.
Quanto ao cirurgião, o meu estava no bloco operatório e fui vista por outro. Então a cicatriz está boa, tenho que continuar o cálcio porque as análises não contavam desse valor, não tinha sido pedido. Terei que fazer análises gerais em novembro de 2012 e também tenho consulta no mesmo mês. Basicamente não me disse nada de novo...
Até lá, vamos aguardar...
Continuo a sentir-me lindamente, apenas sempre com muita queda de cabelo. Terei que questionar isso da próxima vez porque já me falaram que pode ser do Eutirox... A cicatriz também não me incomoda, uso protetor 50+ todos os dias e nunca mais usei lenço...

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Diagnóstico pós-cirurgia e iodo

Na passada 3ª feira realizei, finalmente, a ecografia e as análises para o despiste do carcinoma...
Antecederam-se momentos de ansiedade, pois era o tudo ou nada. Ou estava curada ou a cirurgia e o iodo não tinham sido suficientes. Recolhi sangue para análise dos valores de T3, T4 e Tsh, valores esses que saberei os resultados apenas nas consultas com o cirurgião e a médica de oncologia no próximo dia 7. Seguiu-se a ecografia cervical. Fui vista por 2 médicos. Segundo eles não tenho que me preocupar que está tudo bem, esperemos que esta seja também a opinião que irei receber nas consultas. De referir que a sala onde fiz o exame foi a mesma onde fiz a primeira biópsia, o que não me dava muita tranquilidade.
Felizmente as notícias foram as melhores e só espero poder dizer que estou curada e venci o cancro...
Sinto-me bastante aliviada e com uma força maior!!

A cicatriz está com ótimo aspeto e cada vez mais discreta.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Faz um mês que deixei os meus lenços irem de férias...
Pescocinho ao ar livre, sempre com protetor solar 50+, não vale arriscar.
A cicatriz tem alturas que anda bem vermelha, mas penso ainda ser normal. Tenham cuidado com o sol que eu já consegui apanhar um escaldão no peito e ombos e estava à sombra. Mas a cicatriz ficou branca, o protetor é mesmo bom.
Continuo com o Eutirox 150 e o Ideos (cálcio, um por dia).
Sinto-me normalíssima!!
No fim do mês tenho a eco para fazer e as análises. Depois no início de julho saberei os resultados.
Boas notícias esperam-se!!

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Dia mundial da tiróide

(cicatriz prestes a fazer 7 meses)
Hoje é o dia mundial da tiróide...
Eu já não tenho mas quero desejar um feliz dia a todas as pessoas que padecem deste mal.

Atestado multiusos

Tive conhecimento que doentes oncológicos tem direito a isenção em consultas e exames.
Entretanto, fui-me informar sobre isso e para além desse benefício, se declarada uma incapacidade de pelo menos 60%, temos outros direitos.
Ainda não tenho certezas sobre os outros direitos, mas quem quiser tratar disso tem que pedir um relatório clínico ao médico que o/a estiver a seguir e depois dirigir-se ao centro de saúde com esse documento e pedir para preencher um requerimento para um atestado multiusos. Eu tratei disso ontem, agora á só esperar 3 ou 4 meses (devido à grande afluência de pedidos) para receber em casa uma convocatória para junta médica. Eu ainda não conheço muito bem o processo mas quando souber mais coisas comunico-vos.
Tratem dessas coisas, porque se temos um problema de saúde grave plo menos aproveitemos o pouco que o nosso país ainda nos dá.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Protetor solar para a cicatriz

Este fim de semana adquiri o protetor solar para a cicatriz que me vai acompanhar este verão. Comprei na farmácia e optei por da Vichy 50+ em stick. É de proteção localizada e extrema, para zonas sensíveis, de fácil aplicação, fórmula hidratante, não fica branco, hipoalergénico, não comedogénico (não causa erupção ou obstrução dos poros) e sem conservantes. Com Água Termal de Vichy. Fabricado segundo os princípios estritos oriundos da indústria farmacêutica. Eficácia testada sob controlo dermatológico. Custou 10€.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

25 maneiras de usar um lenço

video

Este vídeo pode aparentemente não ser interessante para muita gente mas, para eu e pessoas como eu que têm que usar o lenço diariamente, dá imenso jeito... Inspirem-se!! E estejam sempre bonitas...

domingo, 29 de abril de 2012

Peço desculpa por andar ausente, mas nada de novo se passou entretanto...
Os exames são só em junho...
Continuo a sentir-me lindamente, sem qualquer sintoma de nada. Estou como se nada tivesse acontecido, nem tosse, nem rouquidão, nem problemas de intestinos, para já não mudou nada. Apenas o meu pescoço. Mas também até a cicatriz tem estado bem, já não coloco a nívea com tanta frequência, só para aí uma vez por semana, e tenho andado alguns dias sem lenço (com protetor solar, claro). Tem alturas que ela está tão branquinha que mal se vê (normalmente no fim do banho fica linda) mas tem outras que anda mais avermelhada, sobretudo quando meto o lenço. Mas nada que me preocupe.
Fez na sexta meio ano que fui operada :)

terça-feira, 10 de abril de 2012

Pela primeira vez a minha cicatriz apanhou sol... com protetor solar fator 50, claro!!
No domingo passado, após 5 meses e uns dias de ter sido submetida a cirurgia, deixei-me andar sem lenço para que a minha cicatriz apanhasse um pouco de sol. Ela já teve dias melhores, ultimamente voltou a andar avermelhada, mas não me preocupa porque é normal que aconteça. O cirurgião permitiu-me que deixasse o lenço algumas vezes quando estiver calor mas para nunca esquecer o protetor solar 50 ou 60 e não ficar exposta diretamente por muito tempo. Aqui ficam umas fotos, não estão muito bonitas mas dão para ver como está bonita a cicatriz e como estou bem...


segunda-feira, 26 de março de 2012

Cintigrafia

Entretanto, esqueci-me de vos falar como foi a cintigrafia que fiz após o iodo.
Estive em regime de internamento de 5 a 8 de março. Depois na segunda feira seguinte (12 de março) tive que voltar aos Huc para realizar a cintigrafia, no piso da medicina nuclear. 
Este exame serve para verificar se ficaram metásteses (se o cancro se espalhou) nalguma parte do corpo. É um exame indolor, não é necessário ir em jejum e toma-se a medicação normalmente.
Não precisei de trocar de roupa, nem tirar os sapatos, nem sequer os brincos. Pediram-me para me deitar na cama do equipamento (câmara-gama) e amarraram-me. Depois tive que ficar imobilizada durante 20 minutos, enquanto a placa percorreu todo o meu corpo. Pode meter alguma impressão porque a placa fica muito próxima da cara, durante alguns minutos, depois move-se para a zona abdominal e por fim para a zona das pernas. Não se sente absolutamente nada, o incómodo é ter que ficar quieta, mas nem me custou nada. O melhor é pensarem que estão num sítio que gostem muito. O tempo até passa rápido.

Câmara-gama

Quanto ao resultado, o médico falou-me que estou limpa mas, como acontece na maior parte das tiroidectomias totais, é muito dificil retirar toda a tiroide e podem ficar pequenos restos da glândula. Foi o meu caso, ainda fiquei com alguns bocadinhos de tiroide. Mas ele disse-me que não precisava de me preocupar porque agora o iodo fica a trabalhar no meu corpo durante 4 meses. Ao fim desse tempo irei realizar uma ecografia e análises para ver se o iodo radioativo foi eficaz. O pior que pode acontecer, no caso de não ter resultado, é ter que tomar uma nova dose de iodo mais forte.  
Mediu-me também o nível de radiação e disse que já não tinha absolutamente nada. Poderia esquecer todos os cuidados que tive até então e nem com crianças precisava de me preocupar, a expressão dele foi "podes arrumar na gaveta todos os cuidados que estavas a ter".
Voltei para casa e tenho seguido a minha vida com toda a normalidade. Continuando apenas com o Eutirox 150 todas as manhãs e com um comprimido de cálcio (Ideos) diariamente.

terça-feira, 20 de março de 2012

2 semanas após o iodo

Hoje completa 2 semanas que tomei a cápsula de iodo radioativo.
A minha vida voltou ao normal. Sinto-me óptima tanto física como intelectualmente. Acho até que estou renovada. Vejo as coisas com "outros olhos", e o meu estado geral é de uma enorme tranquilidade.
Já não estou inchada e também recuperei os 3/4 kg que tinha perdido antes do iodo.
Agora só me falta mesmo conseguir um emprego e seguir com a minha vida. Até junho (data da realização dos exames para saber o resultado da iodoterapia) não penso mais neste assunto. Continuarei apenas a preocupar-me em tratar da minha cicatriz (que está óptima), mantendo a nívea e os lenços ainda. Próxima terça feira fará 5 meses que fui submetida à tiroidectomia total.
Continuarei a atualizar o meu blog e disponível para responder a todas as dúvidas e emails que queiram mandar-me para catialmeida7@gmail.com.

Obrigada a todos os contactos que tenho recebido e a todas as palavras óptimas que me deixaram. São essas mensagens que me dão ainda mais felicidade para continuar este blog.
Obrigada a todos os meus familiares, amigos e conhecidos que têm estado sempre comigo.

sábado, 17 de março de 2012

Iodo radioativo, cuidados a ter em casa

Informação importante: Informo que as instruções seguintes foram destinadas ao meu caso específico no momento da alta para eu seguir em casa. Essas indicações podem variar de pessoa para pessoa, consoante a dose de iodo administrada e consoante o nível de radiação presente no corpo à saída. Cada um deve seguir os cuidados que o seu médico recomendar. Aquando da minha saída eu estava com uma dose muito reduzida de radiação o que tornou mais simples os cuidados a ter nos 5 dias seguintes. Não tive que cumprir tão à risca os cuidados seguintes. O meu médico disse que não seria necessária tanta exigência (no meu caso).


Informações do Serviço de Medicina Nuclear dos Huc
Cuidados a cumprir em casa após terapêutica com I131

"Cuidados para cumprir em casa durante 5 dias:
  • Beber muita água (1,5 a 2 litros de água por dia).
  • Urinar com frequência e puxar sempre o autoclismo 2 ou 3 vezes. Doentes do sexo masculino deverão urinar sentados. Depois de urinar, lavar muito bem as mãos.
  • Bochechar com sumo de limão diluído em água várias vezes ao dia, sobretudo nos períodos entre as refeições. Em seguida lavar a boca com água para diminuir a acidez do limão. Em alternativa pode utilizar rebuçados os pastilhas (cerca de 2 vezes entre cada refeição).
  • Levantar-se durante a noite 1 ou 2 vezes para urinar, bochechar com limão e beber água.
  • Não dormir acompanhado durante 5 noites (acompanhado entenda-se na mesma cama, pode ser no mesmo quarto desde que com uma distância de 2 metros).
  • Usar sempre a mesma loiça e lavá-la à parte. Durante estes dias não deverá ser usada por mais ninguém. Após 5 dias a loiça pode voltar a ser usada por qualquer pessoa.
  • Tomar banho pelo menos uma vez por dia e limpar as narinas com lenços de papel.
  • Se precisar de cozinhar usar luvas para manipular os alimentos.
  • Não contactar com grávidas ou bebés de colo.
  • Evitar a gravidez durante 6 meses.
O doente deverá voltar no dia 12/03/2012, às 9 horas, para realização de cintigrama corporal pós-terapêutica. Não é necessário estar em jejum e o doente deverá tomar a medicação habitual."

Recebi também umas indicações mais gerais que passo a descrever e que podem abrir no link seguinte:




"SERVIÇO DE MEDICINA NUCLEAR - HUC

INSTRUÇÕES SOBRE O COMPORTAMENTO DOS DOENTES

APÓS TERAPÊUTICA COM IODO RADIOACTIVO

(Baseadas nas Directivas 96/29 e 97/43 EURATOM e de acordo com a Legislação Nacional)

 Recebeu tratamento com iodo radioactivo para curar um problema da tiróide. A maioria do iodo será eliminada do seu corpo pela urina. No entanto, durante várias semanas, algum iodo permanecerá no seu corpo, o que significa que pode irradiar outras pessoas que se encontrem fisicamente próximas.
A protecção de familiares, amigos próximos, colegas e outras pessoas é da sua responsabilidade. As perguntas e as respostas dadas a seguir destinam-se a informá-lo sobre precauções simples que deve adoptar.


1. Qual a precaução mais importante?

Não se sente nem fique perto de pessoas no trabalho ou em casa. Tente manter uma distância de pelo menos 1 metro. Durante períodos longos (superiores a uma hora), mantenha uma distância de 2 metros.


2. E quanto a contactos com mulheres grávidas?

O contacto com mulheres grávidas deve ser reduzido ao mínimo. Tente ficar a, pelo menos, 2 metros das mulheres grávidas.

3. É perigoso ficar grávida/procriar?

Uma parte do iodo permanece no seu corpo durante quatro meses. Durante este período, deve evitar ficar grávida ou procriar.

4. Posso ver os meus filhos e tratar deles?

Se os seus filhos tiverem menos de 10 anos, evite, sempre que possível, os contactos estreitos (abraçar ou pegar ao colo). O risco é maior para as crianças jovens do que para os adultos, pelo que, por uma questão de segurança, deve evitar contactos desnecessários durante mais uma semana para além do período recomendado.

5. E quanto aos lactentes?
As crianças com menos de 2 anos devem ficar ao cuidado de outras pessoas. Se possível, procure que fiquem em casa de parentes ou amigos próximos.
6. Posso continuar a amamentar?
O iodo radioactivo passa para o leite materno, aí permanecendo durante um período relativamente longo. Portanto, deve deixar de amamentar por completo!
7. Posso manter contactos estreitos com o meu parceiro ou parceira sexual ou outras pessoas em casa?
Qualquer contacto estreito, como abraçar ou ter relações sexuais, deve ser limitado a meia hora por dia. Devem dormir em camas separadas. As camas devem manter uma distância de 2 metros, mesmo que exista uma parede a separá-las, porque as paredes das casas não garantem uma protecção adequada contra este tipo de radiações.
8. E se a minha parceira sexual estiver grávida?
Se a sua parceira sexual estiver grávida, é importante evitar contactos estreitos com ela.
9. Estas precauções aplicam-se também às pessoas com mais de 60 anos?
Relativamente às pessoas com mais de 60 anos, o risco é muito inferior ao das outras pessoas. Por este motivo, as precauções especiais são menos importantes.
10. Posso receber visitas?
As visitas curtas, inferiores a duas horas, não causam problemas. É necessário manter uma distância de cerca de 2 metros e, de preferência, evitar contactos próximos. Deve desencorajar as visitas de crianças jovens e de mulheres grávidas.
11. Posso ir trabalhar?
A maioria das pessoas pode ir trabalhar. Se, devido à natureza do trabalho, tiver de estar a menos de 2 metros das mesmas pessoas durante mais de duas horas por dia, deve pedir conselho ao seu médico. De qualquer modo, deve informar o seu empregador.
12. E se for educadora de infância?
Os educadores de infância ou outras pessoas que têm de estar em contacto estreito com crianças jovens durante o horário de trabalho não devem ir trabalhar. O seu médico indicar-lhe-á o período de tempo necessário para esta restrição.
13. Posso ir ao cinema ou a outras actividades de lazer?
De preferência, deve evitá-lo. Evite ir ao cinema e a outras actividades sociais em que está perto de outras pessoas durante mais de uma hora.
14. Posso utilizar os transportes públicos?
Durante uma semana, não deve utilizar os transportes públicos durante mais de duas horas. As viagens mais longas só devem ser feitas se não puder evitá-lo. Nesse caso, tente sentar-se sem ninguém perto. Peça conselho ao seu médico no caso de viagens mais longas.
15. E quanto a táxis?
Sente-se no banco de trás, no lado oposto ao do motorista. Não viaje mais de duas horas com o mesmo motorista de táxi.
16. Posso utilizar as mesmas casas de banho que as outras pessoas?
Sim, mas deve evitar salpicar urina. Portanto (válido também para homens), sente-se para urinar. Limpe sempre os órgãos genitais com papel higiénico e despeje o autoclismo. É importante lavar as mãos logo a seguir, mesmo se apenas urinou.
17. E quanto a talher, louça, roupa de cama, toalhas, etc.?
Os doentes eliminam o iodo radioactivo também através da saliva e do suor. Consequentemente, o talher, a loiça, as toalhas, a roupa de cama, etc. não devem ser partilhados com outros. Depois de lavados não constituem perigo. Não há necessidade de os lavar separadamente.
18. O que acontece se tiver de ir para o hospital?
Se tiver de ir inesperadamente para o hospital, informe o médico de que recebeu recentemente tratamento com iodo radioactivo, mesmo que seja o hospital em que foi tratado.
Em caso de dúvida, peça sempre conselho ao seu médico assistente."

sexta-feira, 16 de março de 2012

Iodo radioativo, o quarto

Pretendo com este post completar o meu processo com tratamento do iodo radioativo. Quero mostrar-vos como era o meu quarto. Seguem-se algumas fotos ilustrativas mas, basicamente, era um espaço muito pequeno com paredes de chumbo e que tinha uma janela que não dava para abrir, uma cama articulada, uma mesa de cabeceira, um telefone, um sofá pequeno, uma mesa de apoio com cadeira e televisão com 4 canais. Como vos falei o quarto estava monitorizado com imagem e som 24 horas por dia, para minha segurança. Ah e claro, tinha uma casa de banho.


A sanita era dividida ao meio, metade para a urina e outra metade para as fezes. Como a urina é o principal meio de eliminar a radiação não poderia ser destruída na mesma fossa. 



A banheira era bastante pequena

Dois cestos, um para roupa suja e outro para lixo.

Tudo protegido


Quadro informativo








Vista da janela

segunda-feira, 12 de março de 2012

Iodo radioativo, como foi

Tal como marcado, na passada 2ª feira (5 março) fui internada às 11 da manhã, na medicina nuclear dos Huc, para o tratamento de iodo radioativo I131, com alta prevista para 4ª feira de manhã. Dei entrada em jejum, segundo ordens médicas e à chegada realizei análises ao sangue e depois, supostamente, tomaria a cápsula. Fui medida e pesada, penso que para determinar a dose. Fui encaminhada para o quarto, mais conhecido por "cubículo de chumbo", no meu dicionário. Recebi indicações para não usar os meus pijamas mas sim os do hospital e para retirar todos os bens do saco que iria necessitar. Notei que as indicações variavam quando questionadas a diferentes pessoas internas. Não haveria qualquer problema em usar os meus pijamas, não teriam que ser lavados 3 vezes depois nem teria que os colocar no lixo (informação do médico). O tempo foi passando e azar dos azares o médico trouxe a notícia, a cápsula não chegou. Conclusão, mais um dia de internamento. Se 2 dias já era muito então 3... Tive que me mentalizar!!

Cuidados a ter após tomar a cápsula (durante o internamento):
  • tomar 2 banhos por dia, um poderia ser só duche;
  • beber no mínimo 1,5l de água por dia;
  • bochechar sumo de limão com frequência, entre as refeições. Substituí o sumo por rebuçados de limão sem açúcar e pastilhas. O objectivo era salivar no intervalo das refeições;
  • urinar com muita frequência, mesmo quando não tinha vontade. A radiação não deve estar parada na nossa bexiga, nem nos nossos órgãos, então é importante manter o seu funcionamento;
  • lavar as mãos com muita frequência;
  • limpar bem as narinas;
  • puxar o autoclismo 3 vezes após urinar.
Outros aspetos relevantes:
  • a dieta termina logo após ingerir o iodo;
  • relativamente ao telemóvel, pc, livros, revistas, etc. não há qualquer problema porque a radiação fica no corpo e não passa para esses objetos. Não precisam sequer de ser desinfetados depois;
  • gravidez só 6 meses após o tratamento;
  • é normal ter como efeitos secundários os enjoos, inflamação da zona da garganta, dor na cicatriz, inchaço, sono (apenas tive inchaço e sono, devido também à falta da hormona);
  • na primeira noite acordam-nos de 2 em 2 horas para ir à casa de banho e beber água, apartir daí e até novas indicações, é importante acordar 1 vez por noite para os mesmos cuidados;
  • durante a dieta não era necessário deixar de usar maquilhagem, verniz nem tintas no cabelo.
O que levei e foi muito útil:
  • telemóvel e carregador;
  • computador portátil;
  • filmes e música;
  • revistas;
  • livros;
  • folhas brancas;
  • caderno;
  • máquina fotográfica;
  • rebuçados de limão sem açúcar;
  • pastilhas elásticas;
  • alguma comida que não podia ingerir na dieta, chocolate, bolachas, iogurtes;
  • robe;
  • bens de higiene pessoal.
O internamento:
A principal dica que vou dou é que levem tudo aquilo que vos possa fazer sentir em casa e que vos ajude a passar o tempo. Para mim o mais difícil foi estar fechada e saber que não podia sair de lá. E se não tivesse levado alguns filmes para ver não sei como teria aguentado. Não é nenhum bicho de 7 cabeças e se forem mentalizadas e calmas também terão uma grande ajuda. Custou-me mais o internamento pós cirurgia do que este, com a diferença que no outro tinha visitas e agora não.
Passei bem o primeiro dia, e os filmes foram a minha companhia, adormeci cedo e passei bem a noite.

No segundo dia de internamento, o dia que tomei a cápsula:
Acordei às 8, deram-me o pequeno almoço porque a cápsula chegou só perto do meio dia. Senti-me bastante ansiosa nessa manhã porque tinha receio que a cápsula não chegasse outra vez. Finalmente às 11 e meia ingeri o tão esperado comprimido. Não foi nada como estava à espera, o médico vinha vestido normal sem nenhuma proteção, com a bata branca e o comprimido vinha num a embalagem branca, parecida com uma lata de salsichas, mas revestida em chumbo e com uma espécie de palhinha em cima. Não se pode tocar com as mãos na cápsula, então ele verteu-a para um copo que eu tinha no quarto e indicou-me que a virasse para a boca e logo de seguida engolisse com água. O comprimido tinha o aspeto normal de todos os comprimidos em cápsula. E pronto, foi apenas isso. Pediu-me apenas que me mantivesse deitada na cama durante a meia hora seguinte (porque no teto tinha um sistema que media a radiação) e que não comesse nada na hora que se seguia.
O almoço foi entregue normalmente, as pessoas também entraram sempre no quarto vestidas com a bata que andam sempre, sem nenhuma máscara sequer. Apenas a diferença é que tudo era descartável, tabuleiro, prato, talheres, etc.
Senti-me normalíssima, apenas continuava inchada, como já estava nos dias anteriores. Foi um alívio perceber que afinal eu não era um "bichinho" de quem ninguém se poderia aproximar. Segui todos os cuidados e para passar a tarde virei-me novamente para os filmes. Depois de jantar tomei duche e vi tv até adormecer. Nesta noite acordaram-me de 2 em 2 horas para ir ao wc e beber água. Bebi 2l de água.

No terceiro dia de internamento, 2º dia pós cápsula:
Acordei novamente às 8 com uma enorme dor de cabeça, consequência da agitação noturna. Mas senti-me bem, apenas com os olhos muito pesados e inchados. Pequeno almoço, televisão, visita do médico para medir a radiação e tirar algumas dúvidas. Para medir a radiação corporal ele usou um aparelho que trazia na mão e um ferro comprido que media a distância entre mim e a máquina. Mantive-me de pé e ele direcionou o ferro ao meu pescoço, barriga e pernas. A quantidade de iodo que tomei foi a normal para estes casos, normalmente só é mais forte para que faz o tratamento pela segunda vez. No caso de na primeira não ter surtido os efeitos desejados. O resto do dia correu com normalidade, com ansia de ir para casa, já faltava pouco. Não tive qualquer enjoo, nem dor ou inflamação no pescoço. É chato ter que beber água forçadamente e ir tanto ao wc, mas só de saber que ajuda e que quanto menos radiação tiver na manhã da alta menores os cuidados em casa, eu consegui beber 3litros. Nesta noite apenas necessitei de ir 1 vez a casa de banho e beber água. Este era o dia de me aparecer a mentruação, deu sinal de si mas em quantidade muito reduzida. Situação normal devido ao estado de hipotiroidismo em que estava.

No quarto dia de internamento, 3º pós cápsula, dia da alta:
8 e meia, visita médica para medir a radiação. Felicidade porque a radiação era mínima. O médico falou-me dos cuidados a ter em casa e disse-me para retomar o Eutirox 150 apartir do dia seguinte.Tomei o pequeno almoço, banho, recolha da papelada e às 9 e meia estava fora do cubículo. É um enorme alívio, não imaginam...

Segunda feira seguinte (hoje) voltei para fazer o cintigrama.

sábado, 10 de março de 2012

Hoje estou assim



Tal como vos falei, estou inchada. A minha cara e os olhos estão ainda a sofrer os efeitos do hipotiroidismo que passei estes dias. Ontem retomei a hormona (Eutirox 150), agora sei que aos poucos é que vou desinchando e recuperando as forças e energia. Detesto ver-me neste estado e por minha vontade ninguém me veria assim. Esta foto dedico a todas as pessoas que estejam a passar pelo mesmo e a todas as pessoas que têm estado do meu lado em todo este processo, que espero termine na próxima segunda.
Está prometida a descrição do tratamento com iodo radioativo que fiz esta semana. Mas não tenho tido muita disposição para escrever...
Até breve!!

quinta-feira, 8 de março de 2012

Iodo radioativo ultrapassado

Hoje voltei para casa... Internada desde segunda feira (com um pequeno imprevisto) em isolamento nos Huc para fazer o tratamento com iodo radiativo I131, tive alta esta manhã. Sinto-me normal, sem efeitos secundários, correu tudo bem por lá. Agora em casa terei que seguir alguns cuidados até à próxima segunda feira, dia em que irei realizar a cintigrafia*. Continuo com bastante sono e cansaço geral. Quando me olho ao espelho noto que estou horrivelmente feia, tenho os olhos bastante inchados (os olhos já incharam na semana antes ao tratamento, por falta da hormona - Eutirox) e acho que a cara também está um pouco, mas insistem em ser simpáticos comigo e dizer que não. Não terei coragem de postar uma foto do meu aspeto atual, mas garanto que estou mesmo feia... Tenho é a garantia médica que assim que retomar a medicação voltarei ao estado normal, retomarei o Eutirox 150 então amanhã.
Assim que possa descrevo-vos os meus dias de isolamento e conto tudinho ao pormenor. Também estou disponível para esclarecer as dúvidas que possam existir, desde que saiba!!

* "As cintigrafias são exames realizadas frequentemente para a deteção de cancro, para verificar se o cancro se disseminou (metastizou) para outros órgãos como os ossos ou o fígado, bem como para avaliar a eficácia de um tratamento instituído contra o cancro. Outra razão comum para a realização destes exames consiste na avaliação da função de múltiplos órgãos como a tiroideia, o coração, o fígado, os rins, etc..." Fonte: conteúdo proveniente da Harvard Medical School
Até muito breve...

quinta-feira, 1 de março de 2012

Estado geral

Tenho sentido alguns efeitos da falta da hormona, ando sempre cheia de sono, mal me encosto na cama desligo. Também ao nível de força noto alterações, não consigo pegar nem nas crianças, sinto frio quando ninguém tem e os olhos estão sempre muito inchados.

Quanto à dieta, tenho comido as coisas normais, dentro daquilo que posso, bifes de perú, bifes de porco grelhados com limão, pouco sal, piri-piri e orégãos, saladas de alface, massa cozida com pouco sal e manteiga vegetal, sopas com os vegetais que me são permitidos, arroz branco cozinhado com alho francês em vez de cebola, muita fruta, muitos purés de fruta cozidos em casa, doce de abóbora que eu fiz, pão com manteiga vegetal, pão torrado, cevadas, chás, papas de aveia feitas com água, açúcar e canela. Basicamente isso. Hoje vou almoçar uns panados sem ovo nem alho. Faz-me falta o leite, iogurtes, cereais, bolachas, chocolates, etc. mas eu resisto, se bem que talvez até possa comer cereais secos mas ainda não o fiz, há coisas que tenho dúvidas. Mesmo quando comem essas coisas à minha frente eu resisto, ainda não comi nada do que estou proibída. A médica disse que se me apetecesse alguma coisa de vez em quando que não faria mal ingerir, desde que não fosse com frequência. Já ultrapassei metade da duração da dieta. Quanto ao peso até penso que não perdi mais nenhum kg. Sinto-me bem...

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

2ª Consulta de cirurgia, 4 meses depois

Hoje foi a minha 2ª consulta de cirurgia após ter sido operada a 27 de outubro 11.
Os temas a abordar seriam a cicatriz e o resultado das análises que efetuei no dia 27 de janeiro.
Mal entrei no cunsultório soube que o meu processo anda perdido e que no piso de oncologia não sabem dele, alertei para o facto de poder estar no -1 na parte onde vou fazer o iodo, já que na próxima segunda serei lá internada.
Quanto ao assunto cicatriz, ele referiu que sim, está melhor do que estava em janeiro quando o fui procurar para saber se estava a fazer quelóide. Disse que se lembra de eu nesse dia estar em pânico por causa dessa possibilidade. No entanto, ainda não está como ele gostaria. Explicou-me que a cicatriz do dreno está no sítio onde o nosso corpo demora mais tempo a cicatrizar e por isso se nota mais, mas que se não melhorar ele dá-me uma anestesia local e me tira a marca (ele já me tinha falado disso antes). Disse-me para continuar a pôr nívea e usar o lenço até aguentar. Mas que quando começar o calor posso andar só com creme de proteção solar mas muito forte (fator 50 ou 60) mas para não ficar exposta ao sol diretamente.
Quanto ao resultado das análises que tinha feito, os resultados estavam todos muito bons, os níveis de tsh, t3 e t4 estão normais e o cálcio também (9,7). Se não fosse fazer agora o iodo radiativo parava com o cálcio porque já não me faz falta, mas com o tratamento é melhor manter o comprimido uma vez ao dia e depois na próxima consulta retira-se.
Fala-mos um pouco do tratamento na próxima semana, da dieta, etc. Ele informou-me que sem a hormona (eutirox) é normal que o meu cabelo caia mais, que tenha mais dificuldade em defecar, que me canse mais a andar e que quando tento correr fique muito cansada e não consiga puxar muito por mim. Também falou no inchasso mas até agora nada (ainda bem).
Questionei-o sobre uma dúvida que tinha desde a cirurgia, prende-se com uma bandolete com picos que já referi aqui que a anestesista me colocou na testa já na sala de operações  e disse que era a única maldade que me ia fazer. Com todas as pessoas que comentei isso ninguém sabia do que se tratava, inclusivé as minhas colegas do hospital. Ele explicou que serve para a anestesista, através do monitor, saber quando necessita de dar mais anestesia, ela percebe quando a dose está a começar a ser insuficiente e assim administra logo mais. Há vários sistemas, mas ela optou por aquele.
Continua a referir que foi tudo detetado muito cedo e que há sempre solução nestes casos. Há situações que eles veem que é tarde demais e nem sequer operam porque o estrago será maior. Pediu-me para agora ter mais paciência porque vou ter que andar sempre a ser vigiada com muita frequência duranto uns 5 a 8 anos. Assim, no caso de aparecerem novos ganglios serei novamente operada para limpar tudo e que no final ficarei é com uma cicatriz maior. Mas para não me preocupar.
Chamou-me a atenção para a gravidez nesta fase, porque o tratamento e as semanas seguintes prejudicam o feto, mas que depois de tudo resolvido não haverá qualquer problema. Eu disse-lhe que a curto prazo não faz parte dos meus planos. Claro que quero muito ter filhos mas não para já.
A próxima consulta com ele ficou marcada para o dia 10 de julho, no mesmo dia da de oncologia, propositadamente, para não ter que ir para lá noutro dia. Antes disso (26 de junho) terei que ir lá fazer então as análises ao sangue e a ecografia.
Quanto à minha dieta de preparação para o iodo, continuo a sentir-me bem, estou agora no segundo dia e ainda não tive desejo de comer nada proibído, tenho é comido mais fruta. Hoje o pequeno almoço foi um pão com manteiga vegetal e um sumo de laranja natural. A meio da manhã uma banana e ao almoço arroz branco com peixe do rio grelhado, não me perguntem qual porque não sei. Mas não sabe assim tão mal como diziam, até era saboroso, regado com azeite.
Sinto-me bem...

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Início da dieta de preparação

Bem hoje foi o primeiro dia da minha dieta de preparação para o iodo radioativo que está marcado para próxima segunda, dia 5 de março. Ainda não senti muito a falta de nada, mas lá mais para o meio da semana vai-me apetecer um leite, yogurtes e essas coisas que estou habituada a consumir e agora não posso. De manhã comi uma banana, felizmente não tenho restrições a nível de fruta, e um bocadinho de pão branco. Ao meio dia foi um bife de porco com esparguete simples e ao lanche uma cevada com umas fatias de pão torrado com manteiga vegetal. O jantar vai ser sopa só com alguns ingredientes, porque não posso comer uma carrada de legumes e depois uma fruta. Antes de ir para a cama dá sempre para um cházinho que não preto.
Noto que ando mais ensonada, e de vez em quando acordo cansada mas inchasso nada. Ainda bem. Continuo é mais magra e suspeito que esta semana ainda vou perder mais peso. Mas nada que depois não volte ao sítio.
A minha cicatriz começou a ficar cada vez melhor, está linda e já começa a notar-se menos. Está muito lisa e ao passar o dedo quase não se sente. O que está na mesma é o furo do dreno. Assim que possa mostro-vos. Tenho andado sempre de lenço ou golas altas na rua e nunca me esqueço da nívea.
Amanhã tenho consulta com o cirurgião, da parte da manhã. Depois conto as novidades.
Para  o tratamento continuo com aquele sentimento que tudo chegue e passe depressa. Já não tenho medo, acho que no fundo me vou aguentar bem e vai correr otimamente.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Último Cynomel foi há uma hora e pouco...
Agora espera-me uma semana sem medicação (apenas tomo o cálcio) e sem dieta, ainda...
É também a semana de alguma pressão já. O que queria era que chegasse depressa o fim do tratamento. Não sei se estou preparada para deixar de comer tantas coisas que gosto durante uma semana.

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Bem, segundo indicação médica eu deveria estar a inchar, muito cansada e com sono...
Mas desde que tomo a medicação nova nada disso aconteceu. Pelo contrário, já perdi quase 3kg...

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Cynomel


Hoje completa uma semana que comecei a tomar o cynomel, ainda não senti assim nada de novo a não ser umas dores de cabeça de vez em quando. Mas ainda nada de cansaço, sono nem inchaço. Pode ser que esses sintomas não passem por mim... Tenho mais 12 dias para fazer esta medicação. Depois não vou tomar nada até ser internada (não gosto nada desta palavra) a 5 de março. Venha de lá esse iodo para ver se isto se resolve de uma vez por todas... De hoje a um mês estarei internada para esse maldito, ou não, tratamento.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Em bom estado geral...
Não sei se será do medicamento novo que ando a tomar desde segunda, mas a verdade é que ando com algumas dores de cabeça...

domingo, 29 de janeiro de 2012

Preparação para o iodo radioativo

Hoje tomei o último Eutirox 125 antes do tratamento. Amanhã começo a medicação nova (Cynomel) como preparação para o iodo radioativo. Esta nova medicação será em forma de comprimidos para tomar 3 vezes ao dia, após o pequeno almoço, almoço e jantar. Continuo com o Ideos (cálcio) 1 vez ao dia, depois do almoço.
Entretanto vou dando as novidades acerca dos novos sintomas.
Na sexta feira passada fez 3 meses que fiz a cirurgia.
Hoje está assim (está com algum brilho porque está hidratada com nívea)...


quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Para a consulta de cirurgia agendada para 28 de fevereiro tenho que fazer a análise ao sangue referida no post anterior, essa análise ficou marcada para dia 20 do mesmo mês. Apercebi-me que se fizesse a recolha de sangue nesse dia os resultados seriam afetados pela medicação que irei fazer para o retiro do iodo radioativo. Contactei o cirurgião hoje no sentido de saber se poderia e deveria fazer a dita análise antes de iniciar a preparação para o tratamento. Amanhã irei bem cedo ao hospital recolher o sangue para análise porque domingo já começo a nova medicação. E tenho que ir cedo porque é necessário jejum entre 8 a 12 horas, mais ou menos altera os resultados da análise.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

1ª consulta de oncologia

Na passada sexta feira (dia 20) lá fui eu à 1ª consulta de oncologia.
Antes de ser consultada ainda consegui encontrar o meu cirurgião para tirar umas dúvidas. É que as pessoas têm dito que a minha cicatriz está a fazer queloide, inclusivé uma enfermeira. Então a primeira coisa que perguntei ao cirurgião foi isso, ao que ele me respondeu que não tem queloide nenhuma. Simplesmente até meio ano pós cirurgia é normal que a cicatriz vá efetuando mudanças, só apartir desse prazo é que vai começar a ficar mais discreta e a melhorar de aspeto. E que se fosse queloide tinha-se manifestado logo, não era só agora (quase 3 meses depois da operação). Mas a minha principal preocupação que tinha que esclarecer com ele foi porque na última consulta ele marcou-me novamente uma visita para 28 de fevereiro mas nem me pediu para fazer análises. Concerteza que não ia à consulta apenas para ele ver a cicatriz. E realmente, como ele estava de urgência na última consulta e foi chamado para ir tratar de um doente esqueceu-se de me passar as análises. Assim, passou-me então para dia 20 de fevereiro a recolha de sangue para análise de tsh, t3, t4, glicose, azoto ureico, creatinina, albumina, cálcio, sódio, potássio, cloro e osmolalidade. Para as quais tenho que ir em jejum superior a 8 horas e inferior a 12. Fora destes tempos altera o resultados das análises.
Já na colsulta e oncologia, para minha surpresa a médica foi a que me fez as bióspias. Soube que o meu nódulo estava fora da tiróide, mais concretamente numa das glândulas das paratiróides, daí me terem tirado essa glândula também. Estando fora houve mais risco de contágio das zonas envolventes, ainda por cima tinha calcificações. O Iodo ficou marcado. Dia 5 de março. Resumidamente, vou parar o Eutirox 125mg dia 29 de janeiro e no dia seguinte começo uns novos comprimidos "Cynomel" até dia 18 de fevereiro. Esta medicação é ingerida 3x por dia. Todos os restantes medicamentos podem ser ingeridos, como o cálcio. Entretanto ela avisou-me para não fazer desporto nem grandes esforços físicos pois vou sentir muito cansaço e muito sono, além disso é normal que comece a inchar, mas depois passa, é por causa da medicação. Dia 27 de fevereiro começo a dieta. Não posso comer:
  • Peixe de água salgada, mariscos e moluscos;
  • Leite e derivados - queijo, iogurtes, gelados;
  • Ovos;
  • Vísceras;
  • Alimentos fumados, enchidos e conservas;
  • Alimentos submetidos a salmoura;
  • Pão conservado (tipo Panrico);
  • Gomas, sugos, gelatina;
  • Café ou chá preto;
  • Alho, cebola, nabo, espinafres, bróculos;
  • Espargos, couve lombarda, cogumelos;
  • Feijão, grão, ervilhas;
  • Amendoim;
  • Reduzir ao máximo o sal na alimentação e verificar sempre os rótulos dos alimentos processados pela indústria, rejeitanto alimentos que contenham algas, agar agar ou substâncias iodadas.
Os alimentos permitidos são por exemplo:
  • Peixes de água doce;
  • Manteiga, margarinas vegetais;
  • Carne fresca (músculo);
  • Alimentos frescos ou congelados;
  • Pão fresco de trigo ou centeio;
  • Café de cevada fraco ou tisanas;
  • Todos os restantes: alface, tomate, alho francês, couve-flor, couve-de-bruxelas, etc.
Depois dia 5 de março às 9h da manhã tenho que estar no piso -1, em jejum, com os meus bens pessoais, pijamas, rebuçados e pastilhas sem açúcar e o papel da requisição do exame. Posso também levar livros, revistas, computador, telemóvel, etc. Vou fazer a terapeutica do iodo radioativo I131. Não sei em termos técnicos o que isso quer dizer mas é a denominação. Fico internada 48 horas e na manhã do segundo dia volto para casa. Lá não tenho visitas e em casa não posso ter contacto com crianças nem grávidas. Relativamente aos adultos e restantes procedimentos serei esclarecida pela pessoa que me acompanhar no tratamento.
Após o iodo radioativo passo a tomar o Eutirox 150.
Depois a 26 de junho tenho que voltar ao hospital para fazer uma ecografia cervical e análises sanguíneas a tsh, t4, tiroglobulina e anticorpos para tiroglobulina. Os resultados destes exames serão vistos e analisados na consulta de oncologia no dia 10 de Julho.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

E na próxima sexta lá estarei eu, às 8 e meia da matina, para a primeira consulta de oncologia.
Mais um passo... é assim a vida!!

(Suponho que virei de lá com uma dieta para poder fazer o tratamento do iodo radioativo, a ver vamos.)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Artigo na Cosmopolitan


Aqui está o artigo que saiu com o meu caso na Cosmo do mês de dezembro... Se alguém quiser que envie o artigo é só pedir...
Aproveito para agradecer a oportunidade, em especial à Diretora Sandra Maurício e à Jornalista Rita Tilly.
Espero que gostem (deixem o feedback)!!




sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Cicatriz com 2 meses




Eis como está a minha tatuagem :)
As 2 primeiras fotos foram no dia 31 de dezembro e a última foi tirada há uns minutos atrás. Com dois meses não está assim muito má. Tem dias que está mais vermelha que outros, de manhã está sempre tão clarinha que mal se nota. Ainda estou proibida de sair à rua sem lenço, o sol estragaria todo o trabalho. E claro, continuo a colocar todos os dias nívea.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Consulta de cirurgia, 2 meses depois

No passado dia 27 de Dezembro tive consulta com o cirurgião, exactamente 2 meses depois da cirurgia.
O resultado das análises estava bom, embora tenham sido efectuadas há um mês atrás. Manteve-me a dose do eutirox (125) e mandou-me passar de 2 para 1 comprimido de cálcio (Ideos). Alertou-me que se tivesse alguns formigueiros nos pés, mãos ou lábios para voltar a tomar 2. Este fim de semana tive alguns formigueiros mas ainda não voltei a tomar os 2 comprimidos porque entretanto não voltei a sentir alterações. Pode ter sido da adaptação.
Quanto à cicatriz, ele não gostou muito, diz que está com relevo e que o furo do dreno já não se deveria notar. Não me quis receitar nenhum creme especial para ajudar na cicatrização, disse para continuar com a nívea e que se entretanto não melhorasse o aspecto que me dava uma anestesia local e me tirava as marcas. Para mim, a cicatriz até está com muito bom aspecto, e quem vê acha o mesmo, apesar de estar sempre avermelhada (ele disse que é normal, mas que com o tempo passa).
Mostrou-me o relatório da cirurgia, o nódulo tinha 11mm e estava fora da cápsula da tiróide, o que torna o meu caso mais especial. Porque estando fora há mais hipótese de ter "contaminado" a área envolvente. Disse-me que com este relatório é certo que vou ter que fazer o iodo para queimar alguns restos que possam ter ficado e para retardar o possível aparecimento de outros nódulos na zona da garganta. Segundo o cirurgião o pior que me pode acontecer é voltarem a aparecer nódulos e ter que ser novamente operada. Espero bem que não...
Já posso fazer a minha vida normalmente. Perguntou-me se tenho dor no local, mas não tenho. No primeiro mês tinha alguma dor de manhã e à noite e acima da cicatriz estava sempre muito duro e sem sensibilidade, mas questionei isso e é normal. Apenas me alertou para tomar sempre a medicação, colocar nívea e nada de apanhar sol.
Aproveitei para esclarecer algumas dúvidas...
  • Se me esquecer de tomar o eutirox um dia não há problema, no dia seguinte continuo a tomar normalmente.  
  • Há medicamentos que no folheto dizem que não devem ser tomados por pessoas com problemas da tiróide. O cirurgião disse para não me preocupar com isso que não há qualquer problema se eu os tomar.
  • Quanto às camisolas de gola alta e juntas ao pescoço também já posso usar.
  • Já posso fazer desporto.
Agora dia 20 de janeiro tenho consulta com o oncologista e dia 28 de fevereiro novamente com o cirurgião.