segunda-feira, 12 de Março de 2012

Iodo radioativo, como foi

Tal como marcado, na passada 2ª feira (5 março) fui internada às 11 da manhã, na medicina nuclear dos Huc, para o tratamento de iodo radioativo I131, com alta prevista para 4ª feira de manhã. Dei entrada em jejum, segundo ordens médicas e à chegada realizei análises ao sangue e depois, supostamente, tomaria a cápsula. Fui medida e pesada, penso que para determinar a dose. Fui encaminhada para o quarto, mais conhecido por "cubículo de chumbo", no meu dicionário. Recebi indicações para não usar os meus pijamas mas sim os do hospital e para retirar todos os bens do saco que iria necessitar. Notei que as indicações variavam quando questionadas a diferentes pessoas internas. Não haveria qualquer problema em usar os meus pijamas, não teriam que ser lavados 3 vezes depois nem teria que os colocar no lixo (informação do médico). O tempo foi passando e azar dos azares o médico trouxe a notícia, a cápsula não chegou. Conclusão, mais um dia de internamento. Se 2 dias já era muito então 3... Tive que me mentalizar!!

Cuidados a ter após tomar a cápsula (durante o internamento):
  • tomar 2 banhos por dia, um poderia ser só duche;
  • beber no mínimo 1,5l de água por dia;
  • bochechar sumo de limão com frequência, entre as refeições. Substituí o sumo por rebuçados de limão sem açúcar e pastilhas. O objectivo era salivar no intervalo das refeições;
  • urinar com muita frequência, mesmo quando não tinha vontade. A radiação não deve estar parada na nossa bexiga, nem nos nossos órgãos, então é importante manter o seu funcionamento;
  • lavar as mãos com muita frequência;
  • limpar bem as narinas;
  • puxar o autoclismo 3 vezes após urinar.
Outros aspetos relevantes:
  • a dieta termina logo após ingerir o iodo;
  • relativamente ao telemóvel, pc, livros, revistas, etc. não há qualquer problema porque a radiação fica no corpo e não passa para esses objetos. Não precisam sequer de ser desinfetados depois;
  • gravidez só 6 meses após o tratamento;
  • é normal ter como efeitos secundários os enjoos, inflamação da zona da garganta, dor na cicatriz, inchaço, sono (apenas tive inchaço e sono, devido também à falta da hormona);
  • na primeira noite acordam-nos de 2 em 2 horas para ir à casa de banho e beber água, apartir daí e até novas indicações, é importante acordar 1 vez por noite para os mesmos cuidados;
  • durante a dieta não era necessário deixar de usar maquilhagem, verniz nem tintas no cabelo.
O que levei e foi muito útil:
  • telemóvel e carregador;
  • computador portátil;
  • filmes e música;
  • revistas;
  • livros;
  • folhas brancas;
  • caderno;
  • máquina fotográfica;
  • rebuçados de limão sem açúcar;
  • pastilhas elásticas;
  • alguma comida que não podia ingerir na dieta, chocolate, bolachas, iogurtes;
  • robe;
  • bens de higiene pessoal.
O internamento:
A principal dica que vou dou é que levem tudo aquilo que vos possa fazer sentir em casa e que vos ajude a passar o tempo. Para mim o mais difícil foi estar fechada e saber que não podia sair de lá. E se não tivesse levado alguns filmes para ver não sei como teria aguentado. Não é nenhum bicho de 7 cabeças e se forem mentalizadas e calmas também terão uma grande ajuda. Custou-me mais o internamento pós cirurgia do que este, com a diferença que no outro tinha visitas e agora não.
Passei bem o primeiro dia, e os filmes foram a minha companhia, adormeci cedo e passei bem a noite.

No segundo dia de internamento, o dia que tomei a cápsula:
Acordei às 8, deram-me o pequeno almoço porque a cápsula chegou só perto do meio dia. Senti-me bastante ansiosa nessa manhã porque tinha receio que a cápsula não chegasse outra vez. Finalmente às 11 e meia ingeri o tão esperado comprimido. Não foi nada como estava à espera, o médico vinha vestido normal sem nenhuma proteção, com a bata branca e o comprimido vinha num a embalagem branca, parecida com uma lata de salsichas, mas revestida em chumbo e com uma espécie de palhinha em cima. Não se pode tocar com as mãos na cápsula, então ele verteu-a para um copo que eu tinha no quarto e indicou-me que a virasse para a boca e logo de seguida engolisse com água. O comprimido tinha o aspeto normal de todos os comprimidos em cápsula. E pronto, foi apenas isso. Pediu-me apenas que me mantivesse deitada na cama durante a meia hora seguinte (porque no teto tinha um sistema que media a radiação) e que não comesse nada na hora que se seguia.
O almoço foi entregue normalmente, as pessoas também entraram sempre no quarto vestidas com a bata que andam sempre, sem nenhuma máscara sequer. Apenas a diferença é que tudo era descartável, tabuleiro, prato, talheres, etc.
Senti-me normalíssima, apenas continuava inchada, como já estava nos dias anteriores. Foi um alívio perceber que afinal eu não era um "bichinho" de quem ninguém se poderia aproximar. Segui todos os cuidados e para passar a tarde virei-me novamente para os filmes. Depois de jantar tomei duche e vi tv até adormecer. Nesta noite acordaram-me de 2 em 2 horas para ir ao wc e beber água. Bebi 2l de água.

No terceiro dia de internamento, 2º dia pós cápsula:
Acordei novamente às 8 com uma enorme dor de cabeça, consequência da agitação noturna. Mas senti-me bem, apenas com os olhos muito pesados e inchados. Pequeno almoço, televisão, visita do médico para medir a radiação e tirar algumas dúvidas. Para medir a radiação corporal ele usou um aparelho que trazia na mão e um ferro comprido que media a distância entre mim e a máquina. Mantive-me de pé e ele direcionou o ferro ao meu pescoço, barriga e pernas. A quantidade de iodo que tomei foi a normal para estes casos, normalmente só é mais forte para que faz o tratamento pela segunda vez. No caso de na primeira não ter surtido os efeitos desejados. O resto do dia correu com normalidade, com ansia de ir para casa, já faltava pouco. Não tive qualquer enjoo, nem dor ou inflamação no pescoço. É chato ter que beber água forçadamente e ir tanto ao wc, mas só de saber que ajuda e que quanto menos radiação tiver na manhã da alta menores os cuidados em casa, eu consegui beber 3litros. Nesta noite apenas necessitei de ir 1 vez a casa de banho e beber água. Este era o dia de me aparecer a mentruação, deu sinal de si mas em quantidade muito reduzida. Situação normal devido ao estado de hipotiroidismo em que estava.

No quarto dia de internamento, 3º pós cápsula, dia da alta:
8 e meia, visita médica para medir a radiação. Felicidade porque a radiação era mínima. O médico falou-me dos cuidados a ter em casa e disse-me para retomar o Eutirox 150 apartir do dia seguinte.Tomei o pequeno almoço, banho, recolha da papelada e às 9 e meia estava fora do cubículo. É um enorme alívio, não imaginam...

Segunda feira seguinte (hoje) voltei para fazer o cintigrama.

Sem comentários:

Enviar um comentário